Estação do Saber

A Estação do Saber atua no mercado, desde 2004, tendo como foco o desenvolvimento de pessoas e equipes através de coaching, programas de educação continuada e projetos culturais de debates sobre a cultura contemporânea.

Em 2016 inicia suas atividades com pesquisa de tendências de mercado, lança sua nova metodologia de orientação profissional, o #desingnersdofuturo, focada na aplicação de ferramentas de coaching, de análise de tendências e de design thinking, em parceria com o Radar do Futuro, site de pesquisa de tendências, no mercado desde 2010.

A atuação da Estação do Saber tem caráter pluralista e transdisciplinar. Há uma constante construção de um saber sobre o Homem e o Mundo Contemporâneo para, assim, melhor oferecer produtos e serviços que atendam as demandas impostas ao desafio de desenvolver pessoas.

Ao investigar esse contexto, a Estação do Saber tece um pensamento complexo, recusando-se a aceitar fórmulas simplistas e prontas para os problemas que surgem no processo de desenvolvimento de pessoas na sociedade.

PRINCÍPIOS E VALORES

PRINCÍPIO DESCRIÇÃO

Ética

Responsabilidade

Agir de forma responsável com nossos vários stakeholders.

Buscar estabelecer relações respeitosas e de longo prazo com todos aqueles com que lidamos: indivíduos, comunidades, organizações e meio ambiente.

VALORES DESCRIÇÃO
Conectividade Manter a abertura, escutar e ser fiel aos propósitos e prioridades estabelecidos.
Netweaving Compartilhar conhecimentos, visão, experiências e ideias. Incentivar e facilitar a produção de conteúdos em rede.
Educação Agir de acordo com um referencial teórico e prático consistente, evitando modismos. Buscar atualização constante. Ter critérios metodológicos próprios e claros.
Diversidade Ouvir, respeitar e incentivar as diferenças, sejam elas individuais ou culturais. Desenvolver projetos e intervenções de inclusão das diferenças individuais e culturais.
Inovação Antecipar tendências, novas tecnologias e novos processos. Ser ágil e criativo na construção de novos produtos, no processo de comunicação e na solução de problemas. Inovar nos projetos e nas metodologias de intervenção.
Glocalidade Desenvolver soluções particulares, considerando o ambiente sistêmico e global. Ouvir o particular e agir de forma estratégica